dieta
mitos

Você acredita em milagre? Conheça as 11 dietas insensatas que você precisa passar longe!

Qual é a promessa das dietas? Perda de peso em pouquíssimo tempo. Basta seguir do jeito que está lá e pronto! Será que funciona? Você já pesquisou qual é o número de pessoas que atingem seus objetivos seguindo essas dietas?

As dietas conseguem relativa fama por conta da novidade, parece que agora descobriram o jeito definitivo de emagrecer ou um alimento que tem todos os nutrientes e cura qualquer doença.

Novidade atrai, e nos dá a sensação que estamos próximos de encontrar a solução, porém é apenas mais um engano. Essas dietas que surgem na mídia prometem, mas não entregam a solução. E algumas ainda podem levar a problemas sérios de saúde.

Acompanhe abaixo as 11 piores dietas para passar longe!

1. Dieta Dukan

A dieta Dukan é baseada no alto consumo de proteína e é dividida em três fases. 1ª fase: consumo de proteína, baixo de gordura e farelo de aveia. 2ª fase: adiciona frutas e verduras e deve ser mantida até que a pessoa consiga atingir o peso desejado. 3ª fase: introdução dos alimentos em carboidrato e depois outros alimentos podem ser consumidos desde que um dia seja dedicado ao consumo de proteína.

Essa dieta não promove a mudança de comportamento alimentar, nem bom relacionamento com a comida e por causa do grande aporte de proteína pode ocorrer sobrecarga renal e desregulação do metabolismo. Além do velho conhecido, efeito sanfona, foi identificado que 75% das pessoa voltam ao peso anterior fazendo essa dieta, segundo dados do material Desmistificando dúvidas sobre alimentação e nutrição! 

2. Óleo de coco

O óleo de coco ganhou bastante notoriedade ano passado por conta das suas supostas propriedades. Ele foi endeusado e as pessoas passaram a utilizá-lo em todas as preparações. Mas vamos conhecer um pouco sobre esse óleo e descobrir se ele é realmente tudo isso?

O óleo de coco é um óleo vegetal composto em sua maior parte por gordura saturada, uma gordura que utilizada em excesso pode aumentar os níveis do colesterol ruim. Este óleo em questão pode aumentar o colesterol ruim e bom, porém não é indicado para o tratamento de pessoas que apresentam altos níveis de colesterol ruim e nem para o emagrecimento .

O recomendado é usar ele em pequena quantidade nas preparações culinárias! Vale sempre o conselho, m-o-d-e-r-a-ç-ã-o!!!

3- Dieta alcalina 

A dieta alcalina se refere a uma dieta considerando o PH dos alimentos. PH se refere ao grau de acidez, neutralidade e basicidade do alimento.

O objetivo da dieta seria proporcionar saúde através do pH básico. Mas será que isso realmente reflete na saúde!?

Não há nenhuma pesquisa que comprove ação dessa dieta e sua relação com a melhora da saúde e nem emagrecimento.

A dieta alcalina é composta por fruta e legumes que possuem maior quantidade potássio e magnésio, resultando no PH urinário básico. Maior ingestão de frutas e verduras proporciona redução das calorias da alimentação e maior ingestão de fibra, ou seja, uma alimentação composta por alimentos naturais traz benefícios a saúde como já comprovado pela ciência.

Então isso não é algo exclusivamente da dieta alcalina, que lembrando não tem comprovação científica.

4- Chia

A chia é composta por ômega 3, ômega 6, fibras, minerais e vitaminas. Auxilia no controle de peso, controle dos níveis de açúcar e colesterol no sangue.

Josi, a chia apresenta boas propriedades! 

Apresenta sim, porém como foi divulgado na mídia parece que a chia é o único alimento com essas propriedades, frutas, verduras e legumes também apresentam composição parecida.

A chia possui custo elevado dificultando o acesso e criando na mente das pessoas a ideia de que para ter uma alimentação saudável é necessário gastar uma fortuna de dinheiro, e isso é uma triste lenda.

5. Tapioca 

Até outro dia ela ganhou o coração de todos e passou a ser consumida todos os dias com o objetivo de emagrecer. Nenhum alimento por si só promove emagrecimento e se tratando da tapioca ela possui alto teor de carboidrato e alto índice glicêmico – para entender mais clique aqui.

Se você gosta ou ela é presente na sua cultura alimentar continue consumindo com moderação.

6. Beber água em jejum 

Essa é com certeza uma das dietas sem o menor fundamento. Não existe nenhuma relação do consumo de água com o emagrecimento. É um mito!!!

A água é fundamental para reações metabólicas, processo de digestão, absorção, funcionamento do intestino, para manter a temperatura e para o funcionamento do sistema circulatório. Por isso, é importante manter a hidratação em dia, mas nada de achar que água emagrece hein!

7. Glúten 

Você pode aprofundar o assunto neste post. Mas em resumo quando você exclui o glúten, você também diminui calorias, açúcar e gordura e isso é o que provoca o emagrecimento. Glúten é inocente!

8. Água com limão 

Um chá ou água saborizada com limão é muito bem vinda desde que você goste. O limão possui vitamina C que é um potente antioxidante, prevenindo doenças.

Ele emagrece? Não, nenhum alimento tem esse poder!

9. Noz da índia 

Noz da índia é tóxica e leva a morte, inclusive com caso existente aqui no Brasil. Então, pode riscar essa da lista, por favor!

10. Sonda

O uso de sonda é orientado para pessoas que possuem alguma impossibilidade de mastigar, deglutir ou digerir o alimento. Pessoas que não apresentam essa condição não precisam utilizá-la. Sem contar que o prazer em sentir o gosto da comida torna-se ausente.

Outro perigo de utilizá-la sem orientação adequada é o risco de infecção.

11. Vinagre 

A ideia do vinagre derreter a gordura corporal e a gordura presente nos alimentos não encontra respaldo científico, por isso nada justifica o uso de vinagre para promover o emagrecimento. Além, da ingestão deste como bebida não muito prazerosa, podendo causar desconforto.

Conclusão 

Dietas da moda surgem todo dia, porém nenhuma leva em consideração a saúde. Algumas podem provocar a morte, mas geralmente promovem o reforço de uma relação ruim com a comida e propaganda enganosa.

E vocês já fizeram alguma dessas dietas? Conte-me como foi, vamos explorar a discussão sobre o assunto!

 

 

 

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *